quinta-feira, 12 de junho de 2008

VAMOS COMEMORAR O DIA DOS NAMORADOS?


Os professores são eternos namorados dos seus alunos . A sedução em sala de aula ocorre a todo momento: ao se indicar um livro prazeroso, ao se propiciar uma aula interativa e descontraída, ao se construir e desconstruir idéias, unindo saber e sabor.

3 comentários:

Anônimo disse...

Concordo amiga...
na sala de aula encontramos tudo isso e muito mais.Emoções, sentimentos diversos... saudades, aprendemos com o outro sempre....e amamos também. Quantas pessoas nos dizem...como é bom estar perto de vc e como é bom ouvir isto...rsrs
Leticia Simões Sento Sé

Anônimo disse...

realmente..está em sala de aula é aprender a cada dia um acoisa inesperada...
está em sala de aula nao é só aprender as matérias ...estamos lá aprendendo a conviver em grupo,amizades;;;até amores...quem sabe!!!!

Joelma Santana disse...

Olá Denise

Perfeito quando você disse que os professores são eternos namorados dos alunos.

O papel do professor é de fundamental importância nesta caminhada, a presença do educador na vida do educando pode começar pelo percurso singelo de "pequenos nados". De pequenas palavras e gestos: Um forte abraço, um pouco de atenção, um sorriso, um tudo bem, uma ponte para o diálogo e o entendimento. Quando não existem estes "pequenos nados" com seus educandos não se constrói pontes significativas.

Sendo assim a sala de aula vem aclarar, assim como ampliar os horizontes da relação professor/aluno.

No livro Pedagigia da Autonomia, Paulo Freire relata propostas pedagógicas necessárias à Educação como forma de proporcionar a autonomia de ser dos educandos respeitando sua cultura, seu conhecimento empírico e sua maneira de entender o mundo que o cerca. "Saber que não posso passar despercebido pelos alunos, e que a maneira como me percebem me ajudam ou desajuda no cumprimento de minha tarefa de professor, aumenta em mim os cuidados com o meu desmpenho". (1996,p.97)

Joelma Santana